Sonhar que ainda sei viver

Detesto as noites… odeio-as!
É uma cruz que carrego até que se fechem os olhos,
Os pensamentos são diversos
E as lágrimas que o coração deixa escapar são imensas.

São lágrimas que queimam,
Que dolorosamente esburacam a alma
E alimentam o desespero do pensamento…
A esperança persiste ainda que esmorecida.

As horas arrastam-se e o cansaço aumenta,
O pensamento, desalentado, suspende-se…
Os olhos vencem as lágrimas e cerram-se,
A cabeça descansa sobre a almofada encharcada…

Noite após noite,
Um ritual que tende a perdurar,
Que só um raio de nova esperança lhe colocará termo,
Dará à alma um novo alento para sonhar.

Sonhar com a beleza da alegria sentida no coração,
Sonhar com o som do teu sorriso,
Uma melodia que recordo com saudade…
Sonhar que ainda sei o que é viver.

Foto: I will sleep with your soul de www.paulocesar.eu - paulo cesar
2 Responses
  1. Déya Says:

    Ola ,, vim pelo titulo, juro muito forte!
    a mim , muito mexeu! e as palavras aqui solta, muito eu tudo isso..

    adorei sigo te conhecendo!
    beijo boa noite...


  2. Olá Sandro, passei por aqui para seguir bem de perto o teu blog e para te agradecer o comentário que fizeste ao meu. Obrigada:)